VERDES

Alexandra G. O. A. R. Gonçalves

1/2

Imagem da autora - Jan 2020

Verdes

Uma mancha enorme de face plenos de verdes estende-se até onde se pode subir ao céu

Se a lua cantasse só podia ser em verdes

Sempre que me sinto, introduz-se em mim a incerteza que vem sem permissão

E essa coisa indefinível, titubeante e demolidora

Essa força que parece esmagar o meu peito

De repente se transforma

Da minha alma exilada surge essa estranha ânsia

Polvilhada de pássaros coloridos que sopram as árvores

E que abrem os frutos em vigília à sua passagem

Ser navegadora da lua é sentir esse vento

 

A minha alma é pintura em verdes e não de outra cor

No fio da infância da terra guerreira

A lua vai acrescentando a seu cântico os sons dos seres que não sendo pássaros são no entanto alados no meu coração que voa

Aos seres a lua canta

A lua não canta à hostilidade nem à perfídia

A lua dizem que é prateada e tem crateras

Mas ela é ventre aberto pronto a parir

É Eva verde

A lua não tem pai nem mãe

Nasceu das estrelas banha-se nos oceanos e bebe do sol

A lua encanta do seu modo de ser em verdes…

Sobre a autora

A minha formação e atividades profissionais estão ligadas à Criação Artística, Filosofia e Pedagogia. Frequentei a Sociedade Nacional de Belas Artes em Lisboa. Na França, La Grande Chaumière e L'École des Beaux Arts, em Tours e em Paris. Em Portugal, concluí a licenciatura em Escultura, na Escola Universitária de Artes, em Coimbra. Em 2006, concorri ao Master of The Arts da University de Londres, tendo sido aceite pela qualidade do meu Portfólio, concluindo o mesmo, na especialidade de Desenho. No âmbito da Expressão Plástica desenvolvi um trabalho de investigação relacionado com o ensino - aprendizagem do Desenho. Doutora pelo Programa de Pós-graduação em Comunicação e Semiótica na Pontifícia Universidade de São Paulo. O meu projeto de pesquisa está relacionado com as Teorias da Comunicação e Teorias da Imagem. A minha formação artística, o contacto com diferentes espaços culturais, a exploração criativa e pesquisa artística, a experiência e a investigação, têm contribuído para a elaboração da minha própria reflexão sobre a Arte e a Imagem.